segunda-feira, fevereiro 05, 2007

uma espécie de metrónomo

[para I. D.]


Beijar teus olhos será morrer pela esperança.

Ver no aro de fogo de uma entrega
tua carne de vinho roçada pelo espírito de Deus
será criar-te para luz dos meus pulsos e instante
do meu perpétuo instante.

- Eu devo rasgar minha face para que a tua
se encha de um minuto sobrenatural,
devo murmurar cada coisa do mundo
até que sejas o incêndio da minha voz.

Herberto Helder

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home